Em defesa da vida

Em defesa da vida

“Muito diversas são as conseqüências do suicídio.

 

Não há penas determinadas e, em todos os casos, correspondem sempre às causas que o produziram.

 

Há, porém, uma conseqüência a que o suicida não pode escapar; é o desapontamento.

 

Mas, a sorte não é a mesma para todos; depende das circunstâncias. Alguns expiam a falta imediatamente, outros em nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam.” (resposta à questão 957 de "O Livro dos Espíritos")

 
 
Veja mais esclarecimentos sobre o assunto, à luz do Espiritismo, na cartilha ao lado ou clicando aqui.
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!