Eles continuam vivos

Eles continuam vivos

O dia 2 de novembro marca na Terra a lembrança daqueles que nos precederam na reentrada no mundo espiritual. A Doutrina Espirita, na sua feição de Consolador prometido pelo Cristo, vem também esclarecer.

Em O Livro dos Espíritos, Allan Kardec faz os seguintes questionamentos, recebendo a lúcida resposta da Espiritualidade Superior: 

 

321. O dia da comemoração dos mortos tem algo de mais solene para os Espíritos? Eles se preparam para visitar os que vão orar sobre os seus despojos?

"Os Espíritos atendem ao chamado do pensamento, tanto nesse dia como nos outros."

321-a. O dia de finados é, para eles, um dia especial de reunião junto de suas sepulturas?

"Nesse dia, eles se reúnem em maior número nos cemitérios, porque maior é o número de pessoas que os chamam. Mas cada Espírito só comparece ali pelos seus amigos e não pela multidão dos indiferentes."

323. A visita ao túmulo proporciona mais satisfação ao Espírito do que uma prece feita em casa, em sua intenção?

"A visita ao túmulo é uma maneira de manifestar que se pensa no Espírito ausente; é a imagem. Já dissemos que a prece é que santifica o ato de lembrar; pouco importa o lugar, se for ditada pelo coração."

 

Lembremo-nos, portanto, com carinho daqueles que partiram para a Pátria Espiritual, rogando para que recebam o melhor em sua trajetória, que continua além-túmulo.

- - - - - - - - - -

Eles estão Vivos

 

Ainda quando não reconheças, de pronto, semelhante verdade, eles te vêem e te escutam!
Quanto possível, seguem-te os passos compartilhando-te problemas e aflições !
Compadece-te dos que te precederam na Grande Renovação !
 

Aqueles que viste partir de mãos desfalecentes nas tuas, doando-te os derradeiros pensamentos terrestres, através dos olhos fitos nos teus, não estão mortos.
Entraram em novas dimensões de existência, mas prosseguem de coração vinculado ao teu coração.
 

Assinalam-te o afeto e agradecem-te a lembrança, no entanto, quase sempre se escoram em tua fé, buscando em ti a força precisa para a restauração espiritual que demandam.
Muitos deles, ainda inadaptados à vida diferente que são compelidos a facear, pedem serenidade em tua coragem e apoio em teu amor...
 

Outros, muitos, jazem mergulhados na bruma da saudade, detidos na sede de reencontro, ante as requisições continuadas dos teus pensamentos de angústia.
Outros muitos seguem-te ainda...
 

Aqueles que se despediram de ti, depois de longa existência, abençoando-te a vida, os que amaste, indicando-lhes o caminho para as esferas superiores, os que levantaste para a luz da esperança e aqueles outros que socorreste um dia, com o ósculo da amizade e da beneficência...
Todos te agradecem, estendendo-te os braços no sentido de te auxiliar a transpor as estradas que ainda te cabem percorrer.
 

Auxilia aos entes queridos na Espiritualidade, a fim de que te possam auxiliar!
Se lhes recorda a presença e o carinho, preenche o vazio que te impuseram à alma, abraçando o trabalho que terão deixado por fazer.
 

Sê a voz que lhes reconforte os seres amados ainda na Terra, a força que lhes execute o serviço de paz e amor que não terminaram, a luz para aqueles que lhes lastimam a ausência em recantos de sombra, ou o amparo em favor daqueles que desejariam continuar te sustentando no mundo !
Compadece-te dos entes queridos que te antecederam na Grande Libertação !
 

Chora, porque a dor é fonte de energias renovadoras por dentro do coração, mas chora trabalhando e servindo, auxiliando e amando sempre !
E deixa que os corações amados, hoje no Mais Além, te enxuguem as lágrimas, inspirando-te ação e renovação, porque, no futuro, tê-los-ás a todos positivamente contigo nas alegrias do Novo Despertar.

 

Espírito: EMMANUEL
Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: “Caminho de Volta” - Edição GEEM

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!